As Flores

Quem conta: camilacasemiro
Conta mais: sem chuva não há flores.

Cheguei do trabalho e tinha um motoboy na portaria do meu prédio segurando flores. Estava chovendo muito, ele parecia desolado e me perguntou se eu poderia receber as flores de uma vizinha, pois a portaria não autorizava recebê-las (!). Aceitei, assinei os papéis e levei as flores comigo, pois a menina não estava em casa.

Ela me ligou quando chegou e foi buscá-las. Me contou que foram enviadas por um pet shop e eram pelo cachorrinho dela, que tinha falecido. Fiquei sem graça e desejei “meus sentimentos”. Ela contou que, por conta da coleira que comprou no pet shop ter vindo com problema, o cachorrinho escapou e foi atropelado. Respondi que entendia a dor dela e mostrei minha correntinha com um gatinho, contando que eu carregava o meu gatinho comigo e que ele tinha falecido ano passado.

Perguntei por que ela não adota um novo bichinho e ela comentou de 6 cachorrinhos que foram abandonados no lixo e ela ia pegar um. Comentei que ela guardaria o dela no coração e já teria um novo pra cuidar e ficar feliz de novo. Ela foi embora e me mandou um beijo.

A vida é triste às vezes e no acaso as coisas acontecem. Senti pelas flores não serem de um namorado, mas de pêsames. O que me deixou contente é que ela vai adotar um cachorrinho novo e recomeçar. E, também, porque saiu feliz com as flores na mão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s